14 de jun de 2009

JOÃO MARCELO GOMES / Documentário ‘Paiol’



por Pedro Luso de Carvalho


Nosso tema de hoje diz respeito ao documentário Paiol, filme curta-metragem, 15min, com a seguinte ficha técnica: direção de João Marcelo Gomes; pesquisa, Luciana Paes; trilha sonora original, Indioney Rodrigues; montagem, Eduardo Viana, Flávio Rocha e João Marcelo Gomes; finalização, Eduardo Vianna e Tiago Gavassi; desenho de som, Débora Opolski; direção de fotografia, Maurício Baggio e André Meirelles; produzido por Patrícia Carneiro Braga e João Marcelo Gomes.

O documentário conta a história do Teatro Paiol, que foi inaugurado 27 de dezembro de 1971, em plena Ditadura Militar, na capital do Estado do Paraná, Curitiba, com a apresentação de Vinícius de Moraes, Toquinho, Marília Medalha e Trio Mocotó, com belas imagens e com depoimentos de pessoas que estiveram ligadas ao teatro, dentre eles o arquiteto Jaime Lerner, o historiador Marcos Napolitano e o cantor e compositor João Bosco.

Depois da edição de Paiol - documentário que vimos, minha mulher Taís e eu, duas ou três vezes - João Marcelo dirigiu outro curta-metragem, este, de ficção, intitulado A respeito do vento, cujo roteiro foi escrito pelo próprio diretor em parceria com seu pai, Roberto Gomes, filósofo (Crítica da Razão Tupiniquim), cronista (Alma de bichos), contista (Exercício de Solidão), e romancista (Os dias do demônio, Todas as casas, Júlia, entre outros).

Atualmente, João Marcelo Gomes está envolvido com os retoques de um documentário para a televisão; desta vez trata-se de um filme de média-metragem contando a revolta de 1957 no sudoeste do Paraná, documentário esse que, suspeito, está baseado em 1957, A revolta dos posseiros, importante livro escrito pela professora Iria Zanoni Gomes, mãe do cineasta João Marcelo e mulher do escritor Roberto Gomes.