27 de nov. de 2021

[Poesia] A CASA DE PEDRA – Pedro Luso de Carvalho

 




A CASA DE PEDRA

           – Pedro Luso de Carvalho




Por quanto tempo fiquei ali,

feito estátua, em frente à casa,

entre prédios e palacetes ?


Volto depois de muitos anos

à antiga casa de pedra –

o reino perdido da infância.


Era grande a casa de pedra,

na minha infância tão distante –

palácio de tantos brinquedos.


Ficou pequena, a minha casa

de pedra! Onde a casa de sonhos?

Sumiram juntas, casa e infância?


Lufada de vento oportuna

(sopro de algum anjo perdido)

fez-me entrar na casa de pedra.


Posso, homem de tantos caminhos,

ser de novo aquele menino

dessa casa – reino perdido?


Falta-me o fôlego. No peito

garras ferem – emoção e dor.

Levou o sonho, ave de rapina.




_______________//_______________





14 comentários:

  1. Olá, amigo Pedro.
    Um poema, onde a melancolia da infância, se depara com a surpresa destas diferentes casas, onde outrora eram bem mais aconchegantes. São os tempos que correm, onde o passado morre, para nascer um novo edificado, e assim, se esvaiem, as recordações da infância.
    Excelente poema, poeta amigo!
    Votos de um excelente fim de semana!
    Abraço forte.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, poeta Mário Margaride, a infância segue comosco por toda vida, como um anteparo à cruesa da dos dias que vem depois dessa fase, num percusso mais longo, com o peso dos compromissos inevitásveis.
      Agradeço sua visita e comentário, desejando-lhe um ótimo domingo.
      Grande abraço.

      Excluir
  2. Todos nós temos na vida um casa de Pedra. Aquela que nos viu nascer e crescer. Que não tem recordações da sua infância?
    Poema lindíssimo
    .
    Um Sábado feliz …. Abraço e/ou beijinho.
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A casa da nossa, infância, caro Ricardo, é um verdadeiro castelo, com altos muros imaginários para nossa defesa dos nossos inimigos igualmente imaginários. Para os meninos, a casa da infância é também o seu clube de futebol, com os campeonatos e suas vitórias.
      Obrigado pela visita e comentário, poeeta Ricardo.
      Votoss de um ótimo domingo.
      Grande abraço.

      Excluir
  3. ¡Ah que bonito!, esa casa de la infancia, siempre un recuerdo agradable de todo lo que aconteció en ella, cuando los juegos y las ilusiones estaban nuevos, y muchos por estrenar. Cuando la recordamos, nos volvemos un poco niños y hablamos de ello con ilusión.
    Preciosa tu poesía Pedro.
    Un abrazo y que tengas un buen domingo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Elda!
      diz bem a poetisa espanhola, minha amiga Elda, quando faz referência à infância e aos sonhos dessa fase da vida, que muitas vezes ficamos tristes com essas recordções.
      Muito reconfortante saber que você gostou do poema, Elda.
      Obrigado pela visita e pelo amável comentário.
      Um bom final de domingo e uma ótima semana.
      Um abraço.

      Excluir
  4. Emoção no regresso às memórias de infância?
    Abraço, boa semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado amigo Pedro Coimbra pela visita e comentário.
      Uma ótima semana aí em Macau.

      Grande abraço.





      Excluir
  5. Olhar a casa da infância e recordar a inocência desses anos. Lindíssimo poema.
    Continue a cuidar-se meu Amigo Pedro.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Graça!
      É sempre muito bom receber a tua visita, também aqui no blog Panorama (também é muito bom ouvir a opinião da poeta portuguesa). Muito obrigado.
      Uma ótima semana, Graça, com os cuidados com o vírus.
      Um beijo.

      Excluir
  6. Muito obrigada meu Amigo Pedro pelo carinho do seu gesto ao divulgar ao meu livro, aqui neste seu espaço.
    Um beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para mim, Graça, é uma grande satisfação poder contribuir na divulgação do seu novo livro de poemas, “Antígona passou por aqui” , publicado no seu belo Portugal.
      Fico torcendo pelo êxito dessa sua nova obra, amiga e talentosa poeta.
      Um beijo.

      Excluir
  7. Thanks for sharing

    visit our website

    ittelkom jakarta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Farei uma visita ao site, para conhecê-lo.
      Muito obrigado.
      Um bom final de semana.

      Excluir


Obrigado a todos os amigos leitores.
Pedro