14 de mar. de 2021

[Poesia] PEDRO LUSO – Ausência


Vincent Van Gogh 

 



AUSÊNCIAS 

- Pedro Luso de Carvalho




Do alto, urubus espreitam

em sinistros voos,

neste tempo de ausências

e de sofrimento.


Sob os telhados, corpos inertes,

presos à paredes vazias ,

tendo na boca um gosto amargo

do inevitável fel .


No breu das noites estendidas,

sem estrelas e sem luz,

demônios surdamente conspiram

tempo de ausências e dor.


Nas casas há tantas janelas

sem luz e sem paisagens

há jardins de murchas rosas,

em meio ao desespero.


Neste tempo de ausências e dor

vento forte, em lufadas,

percorre funéreo caminho

entre tumbas e ciprestes.




__________________//_________________





16 comentários:

  1. Un tempo ferale di disperazione decantano i versi di questa magnifica poesi. Tempo d'assense e di gioia che ci lascia smarriti e impauriti per un domani senza certezze da dover affrontare. Accorati versi che immedesimano il lettore, creando quell'ansia che ha ha azzerato da un anno la nostra serenità. Complimenti, caro poete e amico Pedro Luso, ho apprezzato moltissimo la tua opera. t'invio un abbraccio affettuoso di buona vita, Grazia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida amiga Grazia, poeta italiana de grande talento, agradeço seus elogios, que espero merecê-los. Você sempre será bem-vinda nesse espaço.
      Uma boa semana, cuide-se.
      Beijo.

      Excluir
  2. Pedro,
    Bravíssimo!Lindos versos.
    Amo essa tela em especial.
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pela visita no Panorama, Cátia!
      Volte sempre.
      Uma boa semana, cuide-se.
      Beijo

      Excluir
  3. Lindíssimo teu poema 'Ausências', reflete toda a dor da humanidade, uma dor solitária que não consigo dimensionar o tamanho. Apenas imagino a pior das dores num silêncio desesperador.
    Vincent Van Gogh é sempre fantástico. Bela escolha.
    Um beijinho daqui do lado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como não gostar desse teu carinhoso comentário, talentosa cronista?
      Pena que esse fabuloso escritor, Moacyr Scliar tenha nos deixado tão cedo, com 73 anos. Ainda, sentimos muito sua falta, mas a obra deixada por ele, de grande valor, preenche um pouco essa lacuna.
      Beijinho aqui do escritório.

      Excluir
  4. Um excelente trabalho poético que reflecte toda a dor da humanidade como diz a Tais.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    Livros-Autografados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, amigo Francisco, gostei muito de vê-lo, em visita ao meu 'Blog Panorama', com meus poemas, contos, crônicas e ensaios filosóficos.
      Um grande abraço e uma ótima semana, cuidando-se.

      Excluir
  5. Não me tinha apercebido da existência deste seu excelente blogue, principalmente pelos magníficos poemas que tem publicados.
    Passei a segui-lo e, por isso, voltarei mais vezes.
    Continuação de boa semana, caro amigo Pedro.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem-vindo, amigo Jaime!
      Espero contar, sempre que possível, com a visita do ilustre poeta português.
      Grande abraço.

      Excluir
  6. Esta blogue é uma bela surpresa, caro poeta. E este excelente poema reflete bem o drama que atravessamos.
    Por aqui os casos estão a decrescer. Desejamos que esta tendência se acentue.

    Abraço e saúde, amigo Pedro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Teresa, uma alegria ver a querida poeta aqui no Panorama!
      Bem vinda-sempre!
      Uma ótima semana, com paz e saúde.
      Beijo

      Excluir
  7. Neste tempo de dor e de ausências contamos com a poesia como salvação, meu Amigo Pedro. Gostei de vir a este seu espaço.
    Cuide-se bem.
    Uma boa semana.
    Um beijo.
    E viva a Poesia.!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Graça, uma alegria ver presente ao Panorama a talentosa poeta portuguesa.
      Serás sempre bem vinda ao Panorama.
      Beijo, um bom domingo.

      Excluir
  8. Pedro, aqui estou para conhecer o teu blog PANORAMA".
    Atendendo a esta belo poema, isto aqui promete... e eu vou voltar.
    Beijo, saúde, feliz domingo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Teresa, muito bom te ver aqui no Panorama, também, já que és uma das amigas portuguesas com que tenho a satisfação de trocar ideias.
      Um bom domingo e uma excelente semana.
      beijo.

      Excluir


Obrigado a todos os amigos leitores.
Pedro